Para aqueles que estão prestes a viajar ou que já se encontram na Argentina esse artigo está focado a responder essa pergunta, quanto custa viver na Argentina em 2017 ? É importante destacar que o custo de vida é algo único para cada tipo de pessoa, por tanto devem tomar essa informação como meramente um guia que aborda aspectos gerais como domicilio (o aluguel em: hostel, residencias estudantis ou em apartamentos), saúde, transporte e outras coisas particulares que estarão em “Gastos Especiais”.

Entendo que muitos de vocês associam naturalmente esse tema com o “salario”, perguntando-se quanto ganha x profissão na Argentina? para verificar se através de “determinada emprego” podem manter seu custo de vida. Tendo em conta isso vou dar algumas ideias mas não é o foco dessa publicação.

O mais importante de tudo é que se esse pressuposto está baseado em algo real, tomado como base de alguns dos meus gastos pessoais e adicionei gastos similares de pessoas que conheço para dar um ideia bastante geral.

Para economizar tempo aos preguiçosos de leitura considero pessoalmente que uma pessoa(sozinha) em Buenos Aires precisa de mais ou menos uns $13.000 ARS minimo mensais para viver (Deixo claro que minimo indica sem tomar grandes riscos). E para a província mais ou menos uns $10.000 ARS mensais. Tenha em conta que esses valores estão ligados a vários fatores, por isso recomendo que leiam todo o artigo.

Para os interessados no cambio de Pesos Argentinos a Dólares recomendo entrar na página do Banco Nação para ver a taxa de cambio atual. O preço do dólar oficial no final desta publicação é de 1 USD = 15,3 ARS.

Moradia

Isso é o mais caro na Argentina. Os preços variam em função da cidade onde você vai viver. O interior do país, em cidades como Córdoba, Mendoza, Corrientes o outras similares escolhidas por alguns estudantes o aluguel é muito mais econômico que em Capital Federal (também conhecida como Cidade Autônoma de Buenos Aires) e nas Províncias de Buenos Aires.

Buenos Aires é muito grande, já expliquei em outros artigos como escolher onde viver tanto na Capital Federal como onde viver na Província de Buenos Aires, vendo esses artigos entendera como se divide Buenos Aires e onde convêm alugar.

Se algum de vocês tiverem problemas em encontrar um lugar para morar podem escrever a alojamiento@viajaraargentinahoy.com.ar

As Regras para alugar apartamentos são quase a mesma em todo o país, mas isso podemos ver mas detalhado em “preços”

Preços

Essa é uma tabela comparativa de preços aproximadamente pelo tamanho do apartamento distribuído em 3 lugares diferentes. A tabela esta duplicada já que os preços mudam para Estrangeiros e por donos direto o imobiliária. Os preços da primeira tabela já incluem o valor de condomínio e serviços: Luz, Internet, Água, Gás, ABL e estão expressados de forma mensais enquanto que a segunda tabela só o valor do aluguel com os gastos do condomínio.

Os apartamentos para estrangeiros podem ter um valor mais elevado por não terem garantia proprietária (um imóvel (casa, garagem, apartamento)  na Argentina). Tenham em conta que os estrangeiros são um negocio para os Argentinos e para outros estrangeiros, a uns amigos do meu trabalho que chegaram da Índia alugaram um apartamento de 2 ambientes por $70 USD diários, cerca de $32.000 ARS mensais que é uma loucura…

H.C = Habitação Dividida | H.P = Habitação Individual

Lugar Mono Ambiente Dois Ambientes Três Ambientes Hostel H.C Hostel H.P
Capital Federal 8000 12000 15000 3600 4500
Buenos Aires Província 6000 9000 12000 1700 2500
Córdoba 4500 6500 7500 1800 2700
  • Valores aproximados.
  • Os valores dos apartamentos são mensais mas não incluem os valores para entrar no apartamneto.
  • Esses são valores comuns para estrangeiros.

A esses valores mensais devem somar o valor da entrada no apartamento que podem incluir (Um mês de deposito como garantia, um ou dois meses de comissão e um mês por adiantado)

Então por exemplo um apartamento na Capital Federal custa $8000 ARS o primeiro mês pode sair a $24.000 ARS ou $18.000 ARS e depois do primeiro mês ai você começa apagar $8.000 ARS mês a mês. O deposito como garantia se recupera no final do contrato e os contratos de aluguel costumam ser de dois anos com um reajuste de 20% a 30% anuais.

Agora, se tem a sorte de alugar direto com o dono, geralmente vão notar uma mudança radical nos valores.

Lugar Mono Ambiente Dois Ambientes Três Ambientes
Capital Federal 4000 6000 9000
Buenos Aires Província 3000 5000 7000
Córdoba 3000 4000 5000

 

  • Preços aproximadamente direto com o dono.
  • Um bom dono geralmente só cobra um mês de comissão e logo paga mês a mês sem taxas incluídas só o valor do aluguel.
  • Estes valores não incluem serviços, mas continuam sendo mais econômicos que os da tabela anterior

Tenham em consideração que estes valores, também vão variar para as diferentes zonas de cada cidade. Podem existir alugueis bem mais econômicos em zonas não muito recomendáveis para viver.

Existem propriedades que não cobram condomínio (as mais populares são casas e PH essas são mais difíceis de encontrar para alugar).

Saúde 

Esse tema é importante. Se quem que a saúde publica é gratuita (incluindo os estrangeiros somente com Passaporte) na Argentina o serviço não é realmente muito bom. Os hospitais públicos contam com poucos recursos e as vezes não dão assistência ou a atenção ao paciente não é a melhor.

Minhas recomendações é que adquira um plano de saúde pre-paga como a Medicus, Swiss Medical, OSDE, Galeno o outro similar, desse tema já falei em outro artigo que vocês podem encontrar aqui.

Um plano razoavelmente econômico custa uns $900 ARS mensais na Capital, depois em outras cidades não tenho os preços nem tão pouco que entidades alcançam o serviço em cada cidade.

Para planos de saúde na Capital Federal podem escrever  tramites@viajaraargentinahoy.com.ar para adquirir um.

Ante qualquer emergência o melhor sempre é contar com um plano de saúde privado, isso lhes comento por experiencia própria.

Alimentação

As opções de alimentação são variadas. Por exemplo na Capital Federal existem lugares que vendem comida por peso comumente perto de onde as pessoas trabalham. Um bom almoço pode custar entre $60 a $70 pesos (sem bebida).

O custo de um prato em um restaurante comum com bebida incluída pode estar entre $140 a $220 ARS.

Em lugares turísticos o preço pode ser mais caro e aplica tanto para Capital como para qualquer outra cidade do interior do país, pode estar entre os $250 a $600 ARS.

Minha recomendação se querem economizar é buscar um lugar para viver que tenha cozinha. Comprar em verdureiras, mercearia de chineses e rede de supermercados como o Día, Supermercado VEA, Supermercado Vital ou comprar em locais que vendam por atacado. Se você não tem nada disso por perto recomendo que faça o cartã de desconto do Supermercado coto ou o cartão de credito do carrefour que te vai dar descontos nos preços que são bem mais caros nesses dois últimos supermercados.

Comer fora todo dia tende a sair muito mais caro e menos saudável. Aqui o segredo de economizar vem da disciplina para cozinhar algo diariamente, é uma boa pratica, saudável e econômica, apesar que não faz mal sair algumas vezes e provar algo diferente.

A comida Argentina não tem muito sabor e de cardápio bem limitado, podemos contar: Pizza, Empanadas, Pastas, Carne(a melhor do mundo sem duvida), Salmão e já disse 90% do cardápio Argentino. Não é comum comerem arroz com os pratos principais, ao invés do arroz comem salada ou batata frita.

Uma compra se supermercado mensal por pessoa pode variar entre $2000 a $4000 ARS, isso depende de quanto cozinhe, que tanto come, onde faça suas compras e que cozinha para comer.

Transporte

Os custos de transporte também variam entre cidades. Usualmente o serviço de ônibus é mais caro no interior do país que na Capital. Especificamente em Buenos Aires o serviço de metro(SUBTE) custa $7,50 ARS mas depois de viajar 21 vezes você começa a ter desconto nas passagens. Os ônibus tem tarifas diferentes, geralmente a tarifa minima é de $6 ARS e os trens são os mais econômicos já que estão entre $2 a $4 ARS.

Usualmente fazendo vários trajetos, trabalho, universidade e casa gasto uns $250 ARS no mês. Isso varia muito se estuda e trabalha e vive perto o longe desses lugares.

Gastos Especiais / Outros

Deixo aqui alguns gastos que não inclui nas outras categorias:

  • Artigos de Higiene Pessoal: Aproximadamente uns $300 ARS mensais
  • Academia: Entre $400 a $1400 pesos (depende da academia)
  • Cinemas: Entre $70 y $170 ARS
  • Baladas: O preço da entrada geralmente estar entre $80 a $150 ARS com direito a consumir o valor da entrada.
  • Reserva: É importante que tenha sempre um dinheiro guardado para qualquer emergência que possa ocorrer. Recomendo que tenha um minimo de $10.000 ARS.
  • Roupa: Isso varia muito da marca, zona da cidade. O de melhor qualidade e bons preços se encontram em Outlets. Eu comprei três calças jeans, duas camisas e dois pares de sapatos (Abercombrie, DC y Lacoste) por $4.000 ARS.

Com essas informações mais ou menos podem ir tendo uma ideia de quanto podem gastar, espero que tenha sido útil !